Locutor – Uma profissão necessitada de novos profissionais

Olá pessoal. Tudo bem com vocês?

Não sei se todos vocês sabem, mas eu sou locutor de rádio. Isso mesmo. Eu sou o mesmo Pejotta que fala nos programas da rádio Super 104,9 FM de Ouro Preto do Oeste, Rondônia.
Desde pequeno eu tinha esse sonho, de um dia ser um locutor de rádio. Sempre gostei de música, durante meu processo de crescimento e amadurecimento fui me tornando mais comunicativo com as pessoas, perdi um pouco da minha vergonha e sempre chamei a atenção. Isso tem me ajudado bastante nessa minha caminhada como locutor radialista, apesar dela estar começando agora.
Minha primeira experiência com o rádio foi no ano de 2011 no Mato Grosso, onde um amigo meu ,que trabalhava na rádio local da cidade onde morávamos, me convidava para ficar com ele no trabalho dele, conversando, trocando ideias, falando do tempo de escola e aos poucos ele foi me colocando para ajudá-lo em sua programação.
No começo que engasguei bastante, não tinha muito jeito, mas aos poucos descobri que o importante é “FALAR”, mas não apenas falar, e sim falar bem. Compreendi então que até praquilo devia ter um certo estudo e cuidado. Toda profissão tem suas técnicas.
Certo vez ele teve que deixar a rádio, pois viajaria para passar uma temporada com seu pai em outro estado, e como já havia algum tempo que eu estava trabalhando com ele, ele me indicou para o seu patrão para que eu pudesse substituí-lo. E assim se fez. Fiquei tomando conta daquela programação por alguns meses, até que regressei para Ouro Preto.
Encurtando a história. Naquele momento percebi que o que eu realmente queria para minha vida era ser um radialista, e um radialista conhecido. Ter meu próprio programa, quadros legais, ser reconhecido. Tudo que tivesse direito. E graças a Deus, tudo isso está sendo adquirido nesse momento.
Em Ouro Preto, tive a ajuda do grande J. Rabello para entrar na rádio onde estou hoje, e o próprio J. Rabello meu deu outro toque profissional para que eu pudesse aumentar a minha renda. Me sugeriu ,então, que eu trabalhasse com Locução de Porta de Loja. Mas isso eu ainda não tinha feito, era totalmente novo pra mim. Mas, precisamos de dinheiro, vamos encarar.
Trabalhei por vários meses com esse sistema de locução, atendendo a estabelecimentos como Rei das Capinhas, Lojas Umuarama, Lojas Royal, Drogaria Rede Soma, Pé Quente Calçados, Lojas Aqui Agora, etc… Aliás, cheguei a trabalhar em dois estabelecimentos ao mesmo tempo hahaha. Loucura não é mesmo?
Eu já fiz de tudo para me virar aqui na cidade, e vejo que muita gente tem dificuldade para achar algo em que possa trabalhar. Mas eu tenho que dizer uma coisa que pode não ser o que você espera, porém pode ser uma porta de salvação para você que está lendo esse texto, e quem sabe, como eu, você descubra essa vocação em você.

Ouro Preto do Oeste está com falta de locutores. Os que estão na ativa são os das antigas. Parece que as pessoas, principalmente os jovens da cidade, perderam o gosto pelo rádio, pela comunicação, pelo entrosamento com o público através de um programa de rádio. E as portas das lojas estão abertas precisando de bons locutores para fazerem a divulgação de seu conteúdo.
Dos mais jovens que eu conheço, que trabalham com locução em porta de loja hoje, só me recordo dos meus amigos Max Willhiam e o Wanderson Silva; e dos jovens que trabalham com locução de rádio, apenas a Kênyda Assis, eu e agora a Lilia Dias como ReiCat do Wellington Gomes no programa A Hora do Rei, que já é uma iniciação para o rádio.
Então meu amigo, minha amiga. Você que se interessa em ser locutor, fazer locução, independente de onde seja: em rodeio, lojas, rádio, supermercado. Se você pelo menos se interessa em ganhar dinheiro; essa é uma ótima área para investir.
Agora vou desmistificar algumas coisas sobre rádio e locução, na minha humilde opinião:
  1. Para ser locutor não precisa ter voz bonita;
  2. Para ser locutor não precisa ser homem. Ex: Cristina Mesquita da Rádio Rondônia, Luzia Oliveira da Super 104,9, Márcia Mayumi da Transamérica;
  3. Para ser locutor precisa ter boa dicção. Recomenda-se ler bastante;
  4. Cada pessoa se dá bem em uma forma de locução e uma área de locução;

Tem muito mais coisas para dizer aqui, mas ficaria muito longo o texto. E sei que vocês tem um pouco de preguiça para ler kkkkk Confesso que eu também. Mas ao mesmo tempo que escrevo isso para vocês, exercito a minha escrita, a minha leitura, e ainda incentivo você a ler também.
No mais, era isso mesmo que eu queria passar para vocês. Espero ter ajudado e encorajado muita gente a procurar uma rádio e deixar currículo, a procurar algum locutor da cidade e pedir alguns conselhos, a se expor nas lojas oferecendo seu trabalho de locução.

Trabalhar em uma rádio pode ser também uma iniciação na carreira de DJ, ou pode até impulsionar o talento de alguém que já é cantor, como aconteceu com nossa saudosa e querida Vicky Rodrigues, que através do rádio estendeu seus talentos como cantora.

Recomendamos que, se você realmente se interessa por música, locução e coisas do tipo, profissionalize-se. Faça cursos, participe de workshops, oficinas, adquira o máximo de conhecimento possível.

Abaixo tem os links de cursos que recomendo muito que vocês façam. Invistam em vocês mesmos, no profissional de vocês.

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s